Delegado Damasceno entrega homenagem para a intérprete de Libras Luci Mayre Fiorentino

por Ramon Barbosa Franco publicado 05/11/2019 18h05, última modificação 05/11/2019 18h05
Ao desenvolver o trabalho de interpretar Libras, Luci foi a ponte luminosa entre casal de deficientes auditivos e a equipe médica

O vereador Delegado Damasceno (PSDB) prestou homenagem à intérprete de Libras (Língua Brasileira de Sinais) Luci Mayre Fiorentino, que em agosto deste ano atuou como elo entre a equipe médica e o casal de deficientes auditivos cuja a esposa estava em trabalho de parto. “Votos efusivos de congratulações à predestinada e iluminada jovem senhora Luci Mayre Fiorentino, protagonista em cena inédita e inusitada como intérprete de Língua Brasileira de Sinais, Libras, do parto humanizado no magnífico Hospital Materno Infantil de Marília. Do gesto inclusivo do hospital, Luci foi a ponte luminosa entre o casal Marcelo e Eliane, deficientes auditivos, e a exuberante equipe médica do Dr. Edson, e como troféu divino, acolheram em plena saúde o tão sonhado herdeiro, o Paulinho, que terá Luci como madrinha. Entrelaçadas Libras e Luci são sinais autênticos de puro amor! Dignas de bênçãos, saúde e paz”, disse o vereador Delegado Damasceno.

Os votos de congratulações, aprovado no final de setembro de forma unânime pelo plenário da Câmara Municipal de Marília, foram entregues à intérprete Luci Mayre Fiorentino pelo ex-presidente do Poder Legislativo antes do início da sessão ordinária da segunda-feira, dia 4 de novembro.

Conforme noticiado pela imprensa, foi o primeiro parto realizado com auxílio de uma intérprete de Libras. “Os pais Marcelo Salviano Souza e Eliane Aparecida Silva são surdos”, informou reportagem do site G1, “e não conseguiam se comunicar com os médicos. Por isso, no dia do parto, o hospital resolveu escalar mais um integrante na equipe para que todos pudessem dividir esse momento e expressar os sentimentos”, prosseguiu. Luci Mayre Fiorentino traduziu até o momento mais emocionante do parto, em que o bebê nasceu e deu o primeiro choro. “Eu falei nenê chorando, chorando, nasceu feliz. Aí eles ficaram felizes também. O pai até chorou e eu também chorei. Todo mundo acabou ficando emocionado e até a equipe médica se emocionou”, relembrou a intérprete de Libras homenageada.