Professora Daniela cobra atitude do Executivo para que a merenda chegue aos estudantes na quarentena

por Ramon Barbosa Franco publicado 07/04/2020 19h41, última modificação 07/04/2020 19h41
“Muitos encontram a alimentação completa nas escolas, por isso a merenda escolar consiste numa garantia fundamental para o enfrentamento da desnutrição"

A vereadora Professora Daniela (PL) enfatizou no começo desta semana a sua preocupação com os quase 20 mil estudantes da rede municipal de ensino, matriculados tanto nas escolas de Educação Infantil, quanto nas unidades de Ensino Fundamental do Município. A parlamentar municipal, que é educadora da rede municipal, observou que durante a vigência da quarentena, que conforme Decretos do Estado e do Município, irá perdurar até o próximo dia 22 de abril, seria essencial que a Prefeitura de Marília adotasse alguma alternativa para que a alimentação escolar chegue até as crianças. “Poderíamos seguir o modelo de Bauru, que vem distribuindo para as famílias de crianças matriculadas nas unidades de ensino daquele Município kits com alimentos básicos. Conforme noticiou a imprensa de Bauru, serão beneficiadas quase 10 mil famílias. As famílias estão cadastradas no programa Bolsa Família e o critério de vulnerabilidade social foi adotado para a entrega dos alimentos, ou realizar a entrega em forma de vale-alimentação como vem acontecendo na cidade de São Paulo”, comentou a vereadora.

Professora Daniela ponderou que as crianças matriculadas nas unidades municipais de ensino integral realizam três refeições no período em que estão no colégio: café da manhã, almoço e café da tarde. Enquanto os estudantes de regime parcial, recebem uma refeição/lanche e uma fruta. “Muitos encontram a alimentação completa nas escolas, por isso a merenda escolar consiste numa garantia fundamental para o enfrentamento da desnutrição e a erradicação da fome em nossa cidade. Defendo uma alternativa para que possamos fazer chegar até as nossa crianças a alimentação escolar diária, justamente porque muitos pais estão impedidos de trabalharem por força da quarentena e, desta forma, com dificuldades de trazer comida para dentro de suas casas e alimentar os seus filhos”, disse.

Antes de concluir seus comentários sobre a distribuição da merenda escolar no período da quarentena, a vereadora Professora Daniela enalteceu a dedicação dos profissionais da saúde, que, mesmo com a pandemia avançando no Brasil, e em cidades como São Paulo, não deixam de cumprir com suas obrigações e seguem protegendo as nossas famílias. “Rendo as minhas homenagens aos profissionais da saúde de nossa cidade”, finalizou.