TCE não "rejeitou" nem proferiu "parecer favorável" à terceirização de radares

por norton — publicado 12/01/2018 10h50, última modificação 12/01/2018 10h50
Diferente do que foi divulgado em alguns veículos de comunicação de Marília, Não houve nenhum "parecer" do Tribunal de Contas do estado

A Câmara de Marília esclarece:

Não houve decisão proferida pelo Tribunal de Contas na representação formulada acerca da licitação dos radares.

Houve apenas o encaminhamento dos autos para a Assessoria Técnica para que seja dado o regular processamento da representação, pois se entendeu que não era o caso de encaminhar para o relator analisar o pedido de liminar neste momento, ou seja, não houve análise do pedido de liminar.

Formalmente, o Tribunal de Contas ainda não proferiu nenhum parecer, despacho ou decisão e também não analisou o mérito da representação.